Segundo o Wikipedia, George Bernard Shaw foi um “dramaturgo, romancista, contista, ensaísta e jornalista”. Confesso que não conheço nada da sua obra, mas descobri que em 1929, ao visita Dubrovnik, o irlandês foi muito feliz ao cunhar a seguinte frase: “Se querem ver o paraíso na terra, venham a Dubrovnik”.

Shaw não poderia ser mais assertivo. A cidade croata tem todos os requisitos de paraíso: comida de excelente qualidade, praias belíssimas, pessoas incríveis e natureza em abundância.

Desde que comecei o planejamento da minha viagem de volta ao mundo, tinha a certeza de que deveria incluir Dubrovnik no roteiro. Em seis dias na cidade, tive a chance de visitar seus principais pontos turísticos.

Separei cinco para quem um dia gostaria de conhecer a cidade chamada de “pérola do Adriático”.

DSC_4309

As muralhas da cidade antiga

Construídas no século X, as muralhas da cidade antiga de Dubrovnik encantam já de longe os visitantes que avistam a cidade, seja por terra ou por água.

Os números impressionam: com quase 2 quilômetros de extensão e 25 metros na parte mais alta, os muros possuem 3 metros de espessura na zona voltada para o mar e 6 metros do lado terrestre, com enormes torres e fortalezas em cada um dos quatro cantos, que tinham o objetivo de proteger a cidade. Hoje, é considerada a muralha medieval mais preservada da Europa.

DSC_4369

A Fortaleza de Lovrijenac

Ao comprar o ingresso para percorrer as muralhas, o visitante também tem o direito de conhecer a Fortaleza de Lovrijenac, que está localizada próxima ao Portão Pile, no lado oeste da cidade antiga. A construção imponente foi erguida em apenas 3 meses (segundo documentos da época) sobre um enorme rochedo com 32 metros de altura. Em tempos de guerra, protegia a entrada ocidental da cidade por terra e pelo mar.

Na entrada principal da fortaleza, a sugestiva frase em latim chama a atenção: “Non bene pro toto libertas venditur auro”, que significa “A liberdade não se vende nem por todo o ouro do mundo”.

O formato triangular da fortaleza esconde uma informação importante sobre sua construção: os muros voltados para o mar possuem cerca de 12 metros de espessura, enquanto os que são voltados para a cidade têm menos de 60 cm. A diferença se explica: a cidade poderia fazer um contra-ataque mais facilmente se a fortaleza fosse tomada por inimigos.

DSC_4259

A Ilha de Lokrum

Para quem quer dar uma escapada do agito dos turistas na cidade antiga, uma excelente opção é embarcar num passeio em direção a Ilha de Lokrum, que está a menos de 1 quilômetro do porto antigo, do lado oriental da cidade. Considerada uma reserva natural pela Unesco, a ilha é um santuário de extrema beleza, completamente tomada pelo verde das árvores e com praias de tom azul e vida animal riquíssima.

Ao chegar de barco, o visitante pode optar uma das diversas trilhas e assim encontrar as atrações do local: jardim botânico, forte, um pequeno lago salgado chamado de “Mar Morto” e até um antigo monastério que já serviu de locação para alguns episódios da série Game of Thrones.

Entre pavões, coelhos e diversas espécies de peixes e pássaros, em Lokrum você curte o sossego que contrasta com o agito de Dubrovnik.

DSC_4290

O Monte Srd

Se do nível do mar, Dubrovnik já é um encanto, imagine ver a cidade do alto. Isso é possível graças ao teleférico Dubrovacka Zicara, que fica no alto do Monte Srd. Inaugurado em 1969 como o primeiro do litoral do Mar Adriático e símbolo da cidade, foi bombardeado em 1991 durante a guerra da Iugoslávia. Após um período abandonado, foi reaberto em 2010.

Lá de cima, a vista é deslumbrante. É possível enxergar os contornos da cidade antiga, a Ilha de Lokrum e, do outro lado, as montanhas mais próximas da Bósnia e Herzegovina. São 412 metros de altura que compensa qualquer espera para subir no teleférico, que é até bem rápido.

DSC_4229

Praia de Banje

A praia de Banje pode até ser a mais frequentada de Dubrovnik, mas a cor das suas águas é um convite quase irrecusável. Situada do lado de fora dos muros do centro histórico, a praia oferece uma pequena faixa de areia e pedregulhos, com uma vista privilegiada para a Ilha de Lokrum e para o antigo porto de Dubrovnik. Ali você pode escolher se prefere dar apenas um mergulho no mar ou se jogar numa espreguiçadeira, sem se preocupar com as horas.