Uma das partes mais legais de se viajar por um longo tempo é ter a chance de experimentar os mais diferentes tipos de hospedagem. É o que não falta por aí, desde os tradicionais hotéis, os albergures e até aquele sofá na sala de um amigo mais próximo.

Desde 2008, o Airbnb é mais uma opção inteligente para quem gosta de viajar e procura lugares únicos ao redor do mundo. Já são mais de 1,5 milhão de acomodações em mais de 30 mil cidades e 190 países.

Para quem não conhece, funciona assim: ao criar o seu perfil no site, você já pode fazer uma busca por hospedagens, de acordo com a cidade para onde gostaria de ir, as datas e a sua faixa de preço. Como é a casa de alguém, você também define se prefere alugar a acomodação inteira, um quarto inteiro ou compartilhar um quarto.

Pelo próprio site você tem acesso às imagens da casa, localização no mapa, pode ler as avaliações de outros hóspedes anteriores e ainda trocar mensagens com o dono do imóvel. Tudo para garantir mais segurança, tanto para quem hospeda quanto para quem fica hospedado.

A minha primeira experiência com o Airbnb foi em Treviso, na Itália, durante a minha viagem de volta ao mundo. Em seis dias alugando um quarto num apartamento bem no centro antigo da cidade, tenho certeza de que não poderia ter encontrado opção melhor.

Desde o início – no primeiro contato com a anfitriã – até o último dia tudo funcionou perfeitamente. Só para se ter uma ideia, eu e minha namorada fomos recebidos na estação de Treviso pela avó da nossa anfitriã (com plaquinha com nome e tudo!), que nos levou até o local, apresentou os cômodos e nos deixou à vontade para pedir qualquer ajuda.

unsplash_527bf56961712_1

Experiência mais do que aprovada. Por isso, resolvi listar cinco motivos para você utilizar o Airbnb na sua próxima viagem.

É fácil, rápido e seguro

Sim, no Airbnb tudo funciona muito bem. O site é extremamente amigável, responsivo e eles ainda possuem app para celular e iPad. Com perfil criado, o pagamento pode ser feito inclusive com cartão de crédito parcelado e boleto bancário, opções inseridas recentemente na plataforma em razão do sucesso do Airbnb no Brasil. Você paga para o Airbnb, que só libera o valor para o dono do imóvel depois do check-in.

Ainda pelo sistema do site, você mantém todas as conversas com o seu anfitrião, podendo tirar dúvidas por exemplo sobre o lugar e sobre os horários de entrar e sair da acomodação.

Sinta-se em casa

Com o Airbnb, a sensação é de ter a chance de morar em várias casas pelo mundo sem realmente ser dono. Muitas vezes é possível utilizar não apenas o quarto, mas também a cozinha, a sala, ligar a TV, se jogar no sofá e curtir o lugar como se realmente estivesse em casa. Claro, existem regras e é preciso respeitá-las. Cada anfiitrião determina o que pode e o que não pode.

Outra vantagem é a localização. Por ser a casa de alguém, as acomodações do Airbnb permitem fugir um pouco do circuito dos hotéis e se hospedar justamente onde os moradores daquela cidade vivem. Dessa forma, você acaba conhecendo bairros menos turísiticos e mais calmos, com boas opções de restaurantes, cafés e outros lugares que os locais costumam frequentar.

photo-1422433555807-2559a27433bd

Conheça lugares incríveis

Além de se hospedar em apartamentos incríveis, mobiliados com todo o cuidado e conforto por seus moradores, com o Airbnb é possível alugar hospedagem em lugares bem inusitados. Imagine ter a chance de passar alguns dias em um castelo medieval, moinhos de vento, casas na árvore, contêineres de navio, faróis, torres, fazendas e até dentro de um ônibus.

O Airbnb possui uma seleção especial de acomodações incomuns em várias partes do mundo. Basta acessar o site e começar a diversão.

Castelo na Irlanda
Moinho de Vento na Holanda
Ônibus na Suécia
Casa na árvore nos Estados Unidos
Contêiner na França

Interaja com moradores locais

Se você escolher alugar um quarto dentro da casa, vai ter a oportunidade de conviver com alguém que realmente conhece a cidade e, assim, conhecer um pouco mais dos costumes locais, quais são os lugares mais frequentados e até fazer uma nova amizade.

O Airbnb até possui um seguro que cobre eventuais prejuízos do anfitrião, mas a confiança é um fator relevante do negócio. Por isso, geralmente, moradores que colocam suas casas ou um cômodo para alugar são mais abertas a conhecerem pessoas de outras cidades e países.

Contribua para a economia colaborativa

O Airbnb é um dos melhores exemplos da economia colaborativa, também chamada de economia compartilhada. Com ela, ter acesso ao que queremos não significa necessariamente possuir. Você pode compartilhar seu carro com colegas de trabalho, emprestar a furadeira para o vizinho e alugar um quarto para um novo visitante em sua cidade.

No final das contas, envolvendo dinheiro ou não, o que vale é a experiência de conhecer novas pessoas, trocar ideias ou simplesmente contribuir para uma nova forma de consumir os bens materiais, mais humana e inteligente.