Quem visita as maiores e mais famosas cidades da Europa logo percebe que andar de bicicleta é extremamente fácil e  prático. Tanto que se tornou um costume diário de muitos moradores e ao mesmo tempo um dos meios de locomoção mais aconselháveis para os turistas. Em Barcelona não é diferente. A capital da Catalunha, plana em quase toda a sua extensão e com mais de 200 quilômetros de ciclovias, oferece tudo o que um visitante precisa para se divertir sobre duas rodas: rotas seguras, trânsito organizado, clima ameno e um excelente visual.

Bike em Barcelona

Tirando o Park Guell, que fica numa região mais alta da cidade, todos os outros principais pontos turísticos de Barcelona estão a poucos metros de uma ciclovia ou de uma via que acolhe bicicletas, carros e motos no mesmo espaço, em perfeita harmonia.

Se a infraestrutura da cidade ajuda e a demanda cresce ano após ano, cada vez mais os turistas encontram boas ofertas de locação de bikes. Hoje muitas empresas oferecem este serviço a preços razoáveis. Até os próprios hostels possuem aluguel de bicicletas.

E se todas essas opções não fossem legais o bastante, ainda há os passeios turísticos e roteiros realizados em grupos. É uma das melhores alternativas para quem quer conhecer não somente os endereços mais famosos da cidade como também aquelas lugares mais secretos e pouco explorados da cidade catalã.

Bike em Barcelona

Agora, para utilizar a bike em Barcelona é preciso seguir algumas regras básicas:

  • Transitar pelas ciclovias, conhecidas como carril bici, é obrigatório para todos. Se a via onde você estiver não oferecer ciclovia, andar na calçada somente é permitido se o espaço livre for de no mínimo 3 metros;
  • Agora, se estiver na calçada, lembre-se de sempre dar preferência aos pedestres;
  • A bike deve estar em bom estado de conservação e possuir campainha;
  • O capacete não é obrigatório, mas todo mundo sabe que é bastante recomendável;
  • Ah! Evite as faixas de ônibus.

Este blogueiro teve o privilégio de percorrer de bike boa parte das principais vias da cidade. Se você está esperando por uma dica de roteiro, então vamos lá:

Um excelente trajeto para quem vai utilizar este agradável meio de transporte em Barcelona começa nos bairros com ruas mais largas e maior quantidade de ciclovias. Anote este nome: Eixample. Este distrito engloba alguns dos principais bairros da cidade, com ruas compridas, muitos cruzamentos e um ar menos turístico, fugindo da muvuca dos lugares mais procurados.

Bike em Barcelona

No Eixample, entre os famosos quarteirões bem traçados, aproveite para ver por fora algumas das principais obras do famoso arquiteto Antoni Gaudí: a Sagrada Família, La Pedrera e a Casa Batló.

De lá siga até Parc de la Ciutadella, passando pelo Arc de Triomf. Depois pedale até a Torre Agbar, antes de pegar a ciclovia central da Av. Diagonal em direção ao norte, mais precisamente até o Auditori Forum.

Pela rota do mar

Já com o mar ao alcance dos olhos, comece o caminho de volta. Apreciando o azul do Mediterrâneo, você percorrerá boa parte da costa barcelonista, passando pela região das melhores baladas e pelo Porto Olímpico, até chegar à famosa Barceloneta.

Bike em Barcelona

De lá, se ainda tiver fôlego, pedale com cuidado pelas ruas do Gótico, El Born ou Raval. São os bairros com as vias mais estreitas, provavelmente com muitos turistas caminhando em todas as direções. Mesmo assim, vale muito o passeio.

Antes de voltar para casa, para fechar o dia, você ainda pode esticar até a Praça de Espanha e ver o pôr do sol do alto do Centro Comercial Arenas. Com o Museu de Arte da Catalunha ao fundo, com sorte você ainda pode ver o espetáculo da fonte mágica que encanta a todos no Parc de Montjuic.

fotos: https://unsplash.com/